🇧🇷 A Guia Naturalista em campo: Sobre araras, periquitos e papagaios 🦜🦜🦜

Seja pelo tamanho, pelas cores exuberantes, ou pela inteligência, as aves da família Psittacidae – araras, periquitos e papagaios – são icônicas e muito admiradas


O Brasil é o país que possui a maior riqueza de psitacídeos do mundo com 87 espécies. Aliás, não à toa no primeiro documento oficial do Brasil, a famosa carta de Pero Vaz de Caminha, há algumas menções a araras (só nestas temos representantes majoritariamente vermelhos) e papagaios [“(…)papagaios vermelhos, muito grandes e formosos, e dois verdes pequeninos(…)”]. Além disso, nos mapas marítimos da época logo após o descobrimento, o território brasileiro era identificado como “Brasilia sive Terra Papagalli” (Brasilia ou Terra dos Papagaios).

Na reserva Mamirauá ocorrem 19 espécies, sendo os mais facilmente vistos – e ouvidos – o Periquito-testinha (Brotogeris sanctithomae), a Curica (Graydidascalus brachyurus) e o Papa-cacau (Amazona festiva – melhor nome inclusive! 🎉 ). Este último, também conhecido como Papagaio-da-várzea, é endêmico deste ambiente, sendo a Pousada Uacari um ótimo local para visitar se seu objetivo é marcar um check nesta espécie. Dentre as araras, a Araracanga (Ara macao) é a que vemos mais na área, sendo fácil ouvi-las vocalizando e dai então localizá-las cruzando o céu aos casais, com mais sorte são vistas paradas se alimentando de frutas e sementes.

Papagaio-da-várzea (Amazona festiva)

Os psitacídeos sofrem muito com desmatamento (principalmente pela perda de locais para fazer ninhos, já que a maioria das espécies utilizam ocos de árvores), e com comércio ilegal. Devido a essas e outras ameaças temos no Brasil duas espécies consideradas extintas na natureza, Ararinha-azul (Cyanopsitta spixii) e a Arara-azul-pequena (Anodorhynchus glaucus). Você pode se engajar na luta para conservação dos psitacídeos, não comprando animais do comércio ilegal e até através das suas viagens! O ecoturismo contribui para a conservação dessas aves e muitas outras espécies, pois permite que os apaixonados por natureza observem os animais protegidos no seu ambiente natural.

***

Créditos:

Foto capa: Adam Preiss

Texto e fotos: Cynthia Lebrão

#birdwatching #AdventureTravel #responsibletourism #wildlifephotography #Mamirauá