ūüáßūüá∑ 10 aves incr√≠veis que voc√™ ver√° na Reserva Mamirau√°

Os arredores da Uakari Lodge reservam quase 400 esp√©cies de aves ‚Äď um destino obrigat√≥rio para observa√ß√£o de p√°ssaros no Brasil

A Amaz√īnia √© um dos principais destinos para birdwatchers de todo mundo.¬†Com um alto n√ļmero de esp√©cies end√™micas, torna-se um destino fant√°stico como¬†poucos outros.

As caracter√≠sticas √ļnicas da Reserva de Desenvolvimento Sustent√°vel¬†Mamirau√°, uma imensa √°rea de floresta de v√°rzea protegida, transforma esta √°rea em¬†um intrigante local para o avistamento de p√°ssaros t√≠picos deste tipo de ecossistema.¬†Existem diversas esp√©cies que s√≥ podem ser avistadas, por exemplo, em ilhas do Rio¬†Solim√Ķes.

Pedimos ao Pedro Nassar, coordenador do Programa de Turismo de Base Comunitária do Instituto Mamirauá (e birdwatcher!) para contar mais (e mostrar suas fotos) sobre 10 espécies da Reserva Mamirauá.

Formigueiro-chumbo (Myrmelastes hyperythrus) 

Esp√©cie amaz√īnica, encontrada no sub-bosque de restingas-baixas e chavascais na RDS Mamirau√°. O indiv√≠duo da foto √© uma f√™mea. O macho √© preto, com pintas brancas nas asas.

Formigueiro chumbo (Myrmelastes hyperythrus)


João-pinto (Icterus croconotus) 

Linda esp√©cie que ocorre em grande parte do Brasil. Come quase de tudo um pouco: frutas, n√©ctar, insetos e at√© pequenos invertebrados. Como √© uma esp√©cie de √°rea aberta, em Mamirau√° costumamos ver em ilhas fluviais, de emba√ļbas, como na regi√£o do Cabuirini.

Jo√£o-pinto (Icterus croconotus)


Gavi√£o-azul (Buteogallus schistaceus)

Espécie florestal, encontrada normalmente próxima à água. Por isso é relativamente fácil de ver em Mamirauá, principalmente nas trilhas. Seu nome científico é curioso: do grego buteo = abutre e gallus = galo-doméstico e, do latim schistaceus = cinza-ardósia, significa urubu-galo-cinza-ardósia.

Gavi√£o-azul (Buteogallus schistaceus)


Cotinga-azul (Cotinga maynana) 

Bel√≠ssima esp√©cie frug√≠vora que vive na copa das √°rvores. Ocorre na Amaz√īnia ocidental, nos estados do Amazonas e Acre, no Brasil e na Col√īmbia, Equador e Peru. Em Mamirau√° habita ilhas fluviais.

Cotinga-azul (Cotinga maynana)


Pipira-de-máscara (Ramphocelus nigrogularis) 

Esp√©cie amaz√īnica que vive pr√≥ximo a cursos d‚Äô√°gua e lagos. Comumente vista em casais ou em pequenos grupos. Pr√≥ximo √† Pousada Uacari √© poss√≠vel observar no cano do Apara e no cano da Guariba.

Pipira-de-m√°scara (Ramphocelus nigrogularis)


Curica (Graydidascalus brachyurus) 

Espécie típica de áreas de várzea, é encontrada ao longo do rio Amazonas e alguns afluentes. Vive em bandos que chegam a ter dezenas de indivíduos. Quando quieta passa desapercebida nas árvores, mas costuma ser muito barulhenta e conversadeira entre seus pares.

Curica (Graydidascalus brachyurus)


Cigana (Opisthocomus hoazin)

Come folhas, frutos e flores. Possui um longo sistema digestivo muito adaptado a essa dieta, além de ter bactérias simbióticas que auxiliam na digestão das folhas. Vivem em bandos que podem ser muito grandes. Em Mamirauá é uma espécie relativamente fácil de se observar, tanto na cheia quanto na seca.

Cigana (Opisthocomus hoazin)


Araçari-de-bico-riscado (Pteroglossus inscripitus) 

A subespécie de Mamirauá possui a mandíbula preta e não riscada. Nem todo mundo sabe, mas os araçaris, assim como os tucanos, se alimentam de tudo, inclusive pequenos vertebrados, aves e ovos das aves.

Araçari-de-bico-riscado (Pteroglossus inscripitus)


Iratau√°-pequeno (Chrysomus icterocephalus)

O macho é preto com a cabeça bem amarela, enquanto a fêmea é mais amarronzada. Espécie comum na beira de lagos e canos de Mamirauá. Normalmente visto em grandes bandos de machos e fêmeas adultos e jovens.

Iratau√°-pequeno (Chrysomus icterocephalus)


Garça-da-mata (Agamia agami) 

Esp√©cie de gar√ßa dif√≠cil de ser observada, normalmente pr√≥ximo de lagos ou cursos d‚Äô√°gua florestais. Apesar de serem solit√°rias, se agrupam em pequenas col√īnias na √©poca da reprodu√ß√£o. Esp√©cie listada como vulner√°vel pela UICN.

Garça-da-mata (Agamia agami)


Anhuma (Anhima cornuta) 

Em Mamirau√° chamamos de ‚Äúalencorne‚ÄĚ. Vive na beira de lagos e rios com margens florestadas ou vegeta√ß√£o flutuante. Normalmente vista em casais. Um lugar bom de v√™-la em Mamirau√° √© no lago Mamirau√°.

Anhuma (Anhima cornuta)


#TurismoRespons√°vel #amazonas #DesenvolvimentoSustent√°vel #Wildlife #TurismoSustent√°vel #amazonia #V√°rzea #UakariLodge #Mamirau√°